Como funcionam os motores Tesla?

Que a Tesla possui, atualmente, os mais modernos veículos elétricos do mercado, ninguém tem dúvidas. Mas, como isso é possível? Como a empresa foi capaz de desenvolver um veículo 100% elétrico com desempenho, velocidade, espaço e sistemas tão avançados?

Motor tesla.jpg

Sobre as partes dos motores Tesla

A Tesla se destaca ao possuir um sistema simples e, ao mesmo tempo, extremamente complexo e completo para garantir o melhor desempenho entre os carros elétricos do mundo. De início, vamos conhecer algumas partes do veículo e onde se localizam:

Motor tesla descrição.png

Baterias

As baterias dos veículos da Tesla são as mais atuais e seguras do mercado. As baterias, de íons de lítio, estão dispostas em toda a parte de baixo do veículo, na área conhecida como “assoalho do carro”. O mais interessante das baterias é que, além de possuírem incríveis 400V, para muitas pessoas os veículos da Tesla possuem uma bateria única e gigante que ocupa todo o espaço, quando na verdade se trata de várias pequenas baterias, em formato similar à pilhas, que ficam dispostas em conjuntos, como demonstrando na imagem abaixo:

Baterias tesla.png

Inversor

As baterias possuem a energia, agora é hora de enviar essa energia para o motor. Para isso, as baterias são conectadas ao Inversor, que tem como principal função intermediar a passagem de energia entre as baterias e o Estator. Todavia, este processo não é tão simples. Para que o Estator receba a energia enviada, o Inversor precisa, primeiramente, transformar a corrente contínua em corrente alternada. Não somente possuindo essa função, o Inversor também é responsável por controlar a carga elétrica enviada, o que vai determinar a velocidade do veículo. Para que isso seja controlado, é no Inversor que encontramos as comunicações do sistema interno do veículo, com placas que farão a leitura e execução das informações e comandos enviados. Por isso, o Inversor é conhecido como o cérebro do carro elétrico. Na foto abaixo, você pode observar o interior de um Inversor da Tesla, e parte dos seus sistemas:

inversor tesla.jpg

Estator e Rotor (Motor por indução)

O Estator e o Rotor compõem o motor do veículo. Eles são os responsáveis por transformar a energia elétrica em energia mecânica, ao transformar a corrente alternada enviada pelo Inversor em energia mecânica para o sistema de engrenagens. Seu funcionando pode ser complexo para compreender, então vamos explicar de forma simples e sem termos técnicos. Basicamente, com a carga elétrica enviada pelo inversor, o Estator, contendo fios bobinados, gera um campo eletromagnético responsável pela rotação do rotor, sendo este, por sua vez, o responsável pela movimentação do sistema de engrenagens do veículo. 

estator e rotor tesla.png

Gearbox (Engrenagens)

Por fim, o sistema de engrenagens é responsável por concluir a energia mecânica desenvolvida pelo motor por indução. Elas são dispostas internamente, como demonstrado na imagem abaixo, juntamente com o diferencial, que possui uma característica interessante nos veículos da Tesla, ao ser aberto para que os veículos tenham melhor torque.

Gearbox.png

Como podemos observar, os sistemas de um veículo da Tesla são simples, porém extremamente complexos e, principalmente, completos. Graças as poucas partes que compõem o veículo, o proprietário possui uma maior segurança de que o veículo não irá demandar muitas manutenções e, mesmo que elas sejam necessárias, em média o custo de manutenção dos carros elétricos pode chegar a ser 50% menor quando comparado aos custos de manutenção dos motores a combustão interna.

 

Se você é um apaixonado por carros elétricos, ou tem muita curiosidade em conhecer ainda mais sobre o futuro da mobilidade, continue acompanhando as novidades do nosso blog! Cadastre-se agora mesmo para receber em seu e-mail as nossas novidades, clicando no botão abaixo.